Preço da internet pode aumentar em até 20% com reforma tributária

De acordo com estimativas da Associação Brasileira de Internet (Abranet), com a aprovação da reforma tributária, o preço da internet pode aumentar em até 20% para o consumidor final.

As associações que representam o setor de tecnologia da informação pedem por um tratamento igualitário para o segmento.

O senador Izalci Lucas afirma que sua pretensão é incluir o setor de tecnologia da informação dentro das alíquotas diferenciadas.

“Apresentamos uma emenda para incluir o setor de tecnologia da informação nesta alíquota diferenciada. Vamos discutir isso no plenário até o último minuto”, declarou.

Para defender a inserção do setor de serviços digitais, internet, inovação, tecnologia da informação e congêneres na alíquota reduzida, os líderes das associações justificam que esse percentual seja de 60% da alíquota padrão.

De acordo com o diretor da Abranet, Eduardo Parajo, a possível aprovação do texto da reforma tributária atual trará aumento de custos para o setor de TI e internet, aumentando os impostos na folha de pagamento das empresas e, consequentemente, o consumidor final com aumento de preços nos serviços digitais.

“O impacto negativo será alto para a população. Esse aumento de impostos no setor vai acarretar um aumento dos custos da internet para o usuário final entre 15 e 20%. Infelizmente, esse impacto não está sendo observado na reforma”, avaliou Parajo.

Com informações do Correio Braziliense

Veja outras notícias